A petição online da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP) pede a imediata reintegração do conselheiro, Ronaldo Tedesco Vilardo, afastado do Conselho Deliberativo da Petros. O afastamento de Tedesco é considerado arbitrário e coloca os participantes em desvantagem numérica nas tomadas de decisão do Conselho Deliberativo. O abaixo-assinado está sendo apoiado por várias entidades ligadas aos trabalhadores petroleiros, inclusive a ASTAPE.

Segundo a FNP, Tedesco enfrenta um processo administrativo e, por isso, teve o mandato bruscamente interrompido, sendo afastado da Petros, causando grave prejuízo aos participantes.

A cassação ocorreu através de processo movido pela PETROS e pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), que usaram dos seus estatutos para passar por cima da Constituição Federal que garante a todos a “presunção de inocência até prova em contrário”. Além do mais foi preciso o voto de Minerva do presidente do Conselho Deliberativo, indicado pela Petrobrás, para a decisão pela destituição. A manobra está sendo considerada política.

Para tentar reparar essa injustiça, a FNP lançou a petição em defesa de Tedesco por acreditar em seus valores morais e éticos.

A AEPET-BA atesta que o conselheiro Ronaldo Tedesco pauta seu trabalho com ética e na luta em defesa dos interesses dos participantes da Petros. Seus votos e opiniões se baseiam em informações repassadas aos conselheiros pelos gestores da Petros, então, a cobrança deverá ser feita a quem divulga a informação ou decide contra os participantes e assistidos nas questões do fundo de pensão. Não deve ser punido quem age com probidade e exerce seu mandato com independência e coragem, como o faz Tedesco.

Solicitamos aos petroleiros e petroleiras que apoiem a campanha de reintegração de Tedesco ao Conselho Deliberativo e assine o abaixo-assinado no link https://peticaopublica.com.br/?pi=BR117610

Conheça o conselheiro Tedesco

Ronaldo Tedesco Vilardo, 51 anos, casado, uma filha, é petroleiro desde 1983. Tedesco possui formação como eletrotécnico (CEFET-RJ), jornalista (UERJ). É formado como MBA em Engenharia do Planejamento com ênfase em Previdência Complementar pelo IDEAS/COPPE/UFRJ. É certificado pelo ICSS – Instituto de Certificação dos Profissionais de Seguridade. Trabalhou na REDUC como Técnico de Operações Sênior. É coautor com Silvio Sinedino do livro “GOVERNANÇA CORPORATIVA EM PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR – Faz diferença?”. Foi diretor de Comunicação da AEPET. Em 2017, Ronaldo Tedesco e Marcos André foram eleitos para representar os participantes ativos da Petros no Conselho Deliberativo.