No mês de janeiro, 5271 beneficiários da AMS foram surpreendidos com os descontos abusivos e irregulares no plano de saúde. São descontos altíssimos que ultrapassam o acordado no ACT (2020-2022), cláusula 31, referentes ao custeio do grande risco (60 e 40) e na margem consignável que ficou em 30%.  Há também cobranças irregulares na coparticipação do Benefício Farmácia. A Petrobrás reconheceu o erro e se comprometeu a restituir 60% dos valores descontados a título de saldo devedor do Benefício Farmácia no adiantamento de 10 de fevereiro. Isso não significa que os valores cobrados serão reduzidos, em alguns casos, apenas negociados.

Somos a favor da restituição integral até que a direção da Petrobrás esclareça a origem de todos os débitos, não aceitamos descontos que na prática confisca os salários e os benefícios e atenta contra a dignidade dos empregados e dos aposentados, ameaçando sua própria sobrevivência. Fomos contra a assinatura desse ACT e denunciamos que causaria essa situação. Vamos manter a luta política e jurídica contra as consequências de descontos atentatórios à dignidade, particularmente, dos aposentados e das pensionistas.

Precisamos defender a nossa AMS. Em plena pandemia, quando os trabalhadores mais precisam do plano de saúde, é desumano a Petrobrás adotar medidas unilaterais que penalizam àqueles que têm mais idade e menor renda.

A Diretoria da AEPET-BA, indignada com o ataque da Petrobrás ao nosso direito à saúde, vem denunciando esta grave situação desde que surgiram as primeiras reclamações dos associados, associadas e da categoria, em geral. Procurou outras entidades, também, para criar um movimento nacional em defesa da AMS.

Por enquanto, preparamos um passo a passo para os trabalhadores que não sabem como emitir os Avisos de Pagamentos (contracheques) no site da Petros e os extratos da AMS no site da AMS. Os beneficiários devem tirar cópia ou arquivar extratos/contracheques dos últimos três meses. É importante também apresentar comprovação de despesas no Benefício Farmácia.

Estamos preparando ações judiciais cabíveis e pedimos que nos enviem comprovantes de descontos absurdos e abusivos, se mandar para o e-mail abaixo seus dados serão resguardados e usados exclusivamente em ações em favor dos associados.

Para mais informações procure a AEPET-BA pelo e-mail aepetbahia@gmail.com ou pelo telefone Whatsapp (71) 9 8356-8081

Acesse o vídeo com o passo a passo