Participe do Comitê Baiano –  Petros para os/as Petroleiros (as)

Prezados (as) companheiros (as)

É importante, neste momento de ataques aos direitos da categoria, termos lutadores e lutadoras que defendam os petroleiros em todas as instâncias da Petrobrás. Por isso, precisamos eleger os candidatos que estão do lado dos trabalhadores para o Conselho Deliberativo e Conselho Fiscal da Petros.

A desilusão dos trabalhadores aposentados e pensionistas com as lutas sociais é muito grande. Em especial, depois que os dirigentes sindicais das federações dos petroleiros assinaram o Acordo Coletivo de Trabalho (2020-2022) com perdas significativas não só nas remunerações como no plano de saúde AMS. Na ocasião, as entidades que formam o Fórum Baiano em Defesa da Petrobrás, Petros e AMS (ABRASPET, AEPET-BA E ASTAPE-BA) se manifestaram publicamente contra a assinatura do ACT e alertaram à categoria sobre os problemas nas cláusulas referentes à AMS. Sabíamos que os mais prejudicados seriam os aposentados com mais idade e menor remuneração e as pensionistas.

Apesar disso, o ACT foi aprovado e assinado pelas federações. Nove meses se passaram, desde a assinatura do Acordo, e grande parte dos petroleiros enfrenta problemas financeiros graves que ameaçam sua sobrevivência, bem no contexto da pandemia da COVID-19.

A eleição da Petros nos oferece a possibilidade de construirmos juntos, uma Petros cada dia mais voltada aos anseios dos trabalhadores e trabalhadoras, uma Petros para os petroleiros. Nós, candidatos da chapa 52 e 41, temos a honra de convidar os petroleiros para que participem da Plenária virtual, na segunda-feira (07/06), às 19h. Chegou a hora de cada um contribuir para ter uma eleição vitoriosa, na Bahia.

Se não lutarmos para isso, corremos o risco de ter na Petros ou uma chapa branca integrada pelos gerentes da Petrobrás que vão defender os interesses da empresa e não dos trabalhadores ou a outra chapa defendida pela FUP que dará continuidade a mesma política que hoje prejudica a categoria. Não queremos nem gerentes que vão transformar a Petros em trampolim para suas carreiras, nem os pelegos da FUP que vão usar a Petros para indicar gerentes.  O PED assassino de 2015 é uma amostra do que pode acontecer, caso a chapa da FUP seja vitoriosa. Não vamos permitir que isso volte a acontecer.

Com a possibilidade de eleger Lula presidente em 2022, neste momento é necessário sacudir a poeira, dar a volta por cima e garantir a vitória da chapa 52 e 41. Na reta final da campanha da Petros, precisamos da mobilização e colaboração de todos os petroleiros, fazendo a campanha boca a boca, junto aos colegas mais próximos, para elegermos as duas chapas que têm uma história de luta, com dedicação, coerência e lealdade na defesa dos interesses dos trabalhadores. Chega de eleger pessoas, que nos momentos decisivos titubeiam, vacilam e tomam decisões entregando direitos e conquistas dos trabalhadores, trazendo sérios prejuízos como os que estamos tendo agora.

Forte abraço e esperamos todos vocês na Plenária virtual

Segunda-feira (07/06), às 19h.

Vote 52 – Conselho Deliberativo Marcos André e Adaedson Costa

Vote 41 – Conselho Fiscal Vinícius Camargo e Rafael Prado