Neste artigo, o economista e diretor da AEPET-BA, Marival Matos, analisa os preços dos derivados do petróleo e a correlação com os três modelos de mercado petrolífero brasileiro, no período compreendido entre 1900 e 2021. Em especial, o estudo avalia os efeitos adversos da política neoliberal na economia brasileira a partir da falsa premissa de que a abertura do mercado de petróleo e a competição melhoram as condições de oferta e os preços ao consumidor final utilizada pelo governo Bolsonaro para justificar a privatização das refinarias.

Leia o artigo aqui – POLITICA DE PREÇOS DOS COMBUSTÍVEIS NO BRASIL