O Observatório Social da Petrobrás lançou o Monitor dos Preços dos Combustíveis. Essa ferramenta tem o objetivo de informar de maneira clara e simples, para que todos os brasileiros possam acompanhar a dinâmica dos reajustes dos preços dos combustíveis.

A ferramenta foi elaborada pelo economista Eric Gil Dantas, do Instituto Brasileiro de Estudos Políticos e Sociais (Ibeps), com o objetivo de facilitar a visualização da escalada dos preços dos combustíveis em um contexto de alta inflação. Para isso, utiliza informações da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), que transforma em valores reais deflacionados pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Entenda o Monitor dos Preços
Desde a implementação do Preço de Paridade de Importação (PPI), os preços cobrados pelos derivados de petróleo no país não param se subir, chegando em 2021 a valores deslocados totalmente da realidade dos brasileiros. Gasolina a R$ 7 e gás de cozinha a R$ 100, passaram de pesadelo à realidade. Estamos há 16 meses seguidos com aumento no preço médio nacional do GLP, 11 meses consecutivos de crescimento do GNV e cinco meses seguidos de alta na gasolina e no diesel.

Neste contexto, o Monitor dos Preços do Observatório Social da Petrobrás visa mostrar à população de forma atualizada e fácil os preços cobrados pelo GLP, gasolina comum, diesel S-10, GNV e etanol no território nacional. Quanto subiu em cada período, seus valores nominais e reais e a comparação com o salário mínimo.

O Monitor dos Preços utiliza dados da pesquisa mensal e semanal de preços do Levantamento de Preços de Combustíveis (LPC) da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Os dados serão atualizados semanalmente e o deflacionamento ocorrerá a partir do IPCA/IBGE.

Acesse aqui o Monitor dos Preços dos Combustíveis